fbpx

Rescaldo das eleições presidenciais

Sérgio Gave Fraga

Sim, Tu és capaz!

Pese embora tenha prometido no meu livro “Sim, Tu És Capaz!, que seria candidato presidencial nas eleições de 2021, não me foi possível sequer tentar.

Não sou de desistir nem de atirar a toalha ao chão, mas não fazia sentido, perante a situação dramática em que Portugal vive, andar porta-aporta a recolher assinaturas.

Já de per si, conseguir as 7.500 assinaturas, sem qualquer apoio partidário nem de qualquer força política que me apoie, seria uma tarefa árdua a alcançar. Mas com a situação em que vivemos, seria ainda mais difícil ir para a rua, abordar as pessoas uma-a-uma para angariar estas 7.500 assinaturas. Por isso, decidi não avançar.

Sou um homem de palavra, e que honra os seus compromissos, no entanto, preferi nem tentar, e melhores dias virão.

Mas fica a promessa, de que irei tudo fazer para ser candidato a Presidente da República nas próximas eleições de 2026.

A máquina já está em andamento, e já comecei a minha caminhada para conseguir as 7.500 assinaturas necessárias par ser Candidato a Presidente da República em 2026.

Sim, faltam 5 anos, e ainda nem sequer começou o 2.º mandato do Presidente eleito.

Mas, o caminho, a luta é árdua, dificil e longa, mas estou motivado, sereno e convicto que irei alcançar o meu objetivo. Uma Missão difícil, mas possível, e esta missão é e será a Missão Portugal.

Contem comigo, porque eu conto convosco.

Admito que estou muito desapontado, mas não surpreendido, pelo que sucedeu nesta última campanha eleitoral para as presidências. Ora, todos os Candidatos, eram candidatos partidários, apoiados pelos respetivos partidos (mesmo que não oficialmente). Até o “Tino do Rans” era apoiado pelo RIR, o partido de que é Presidente.

Uns, ou todos, banalizaram estas eleições presidenciais, até Marcelo (cuja reeleição estava garantida), não deu qualquer importância a estas eleições. Todos, com duas exceções (Marcelo e Ana Gomes), fizeram destas eleições uma nítida propaganda eleitoral em prol dos seus partidos. Mais pareciam eleições legislativas, a ver qual dos partidos teria mais votos. UMA VERGONHA.

Todos os candidatos apoiados pelos seus partidos, tinham como único e exclusivo objectivo zelar pelos interesses do seu partido, de modo a reforçar, ou não, as suas posições para as próximas autárquicas do próximo outubro., descurando, por completo a essência destas eleições presidências, as únicas por sufrágio universal em que é eleito uma personalidade e não uma força política.

Desvirtuaram estas eleições, COMPLETAMENTE. Para mim, foi uma avergonha descaradamente apoiada pela comunicação social e pelos ditos comentadores políticos.

O povo português merecia mais respeito e consideração. Não se defenderam ideias próprias de cada candidato, mas sim, programas políticos dos partidos que foram a votos, sim, foram os partidos que foram a votos, ao ponto de se estar a questionar a liderança dos seus líderes (demissões, moções de confiança, etc).

É, por isso, notório que foram os partidos que se sujeitaram ao sufrágio dos enganados eleitores, que andam a dormir, muito por culpa destes políticos que não cessam de atirar areia para os olhos do povo, e este povinho até gosta e vota nos mesmo e até dá força àqueles que violam e pretendem matar a democracia.

Quer ter voz, ter uma palavra a dizer? Quer que eu seja a sua voz? Então, apoie a minha candidatura às presidências de 2026 Inserindo os seus dados nos campos abaixo:

Sérgio Gave Fraga

Acordai meu POVO, Nação Valente e Imortal.  Levantai hoje de novo o esplendor de Portugal. 

French FR Portuguese PT